Portrait Brasilia - DF

Uma noite para sempre

“Somos todos surrealistas”, diria Salvador Dali. E o mestre tem razão, pois ninguém sabe o que vai por dentro das cabeças alheias. Uma cadeira pode ser um quatro invertido, numa mente viajando.